You’ve got mail

Mensagem para você – Título original “you´ve got mail” é um filme de 1998.

Eu ja vi esse filme, vocês já viram esse filme, todo mundo já viu esse filme, mas… vocês já pararam pra OLHAR o filme?

Eu ja, e eu sei que desde 1998, eu não tiro esse apartamento da minha cabeça!

Foi no site I´m not a stalker que eu achei o endereço das casas utilizadas com set para este filme. E eles são:

  • Apartamento da Meg Ryan: 328 West 89th St – New York – Upper West Side  
  • The shop around the corner  106W 67th street, NYC – USA
  • The FOX Books: 7th Avenue & 17th Street, NYC – USA

Comecemos pelo começo então….

É outono, faz frio e vários elementos serão rústicos mas estamos no meio da cidade grande!

You’ve got mail – Exterior da casa

É. Essas fachadas são algo que a gente não encontra muito, então não vou me apegar a ela.

Foquemos então nos detalhes de gesso ao redor das portas e no abajour azul claro. Também conhecido como O TOM perfeito.

You’ve got mail – Interior do apartamento
You’ve got mail – Quarto

Esses detalhes de gesso ao redor das portas, rebuscados assim, são lindos (cansativos, talvez? fico na dúvida) e caros. Leia-se caríssimos, na verdade.Visto que aparecem pela casa toda.

Seguindo o tour:

No banheiro, a gente vê um suporte para toalhas muito bom! Ele fica longe do chão e é aberto. Ou seja, as toalhas ficam arejadas e ainda é possível limpar e evitar o acúmulo de água sob o móvel. Funciona bem. Bem melhor que as cestinhas no chão, que são pura propaganda enganosa e só funcionam em revistas de decoração e filmes.

You’ve got mail – Cama


Essa cama eu procuro desde 1998! Consegui fronhas super parecidas na mmartan, mas foi só até aí que eu fui!

Agora, a cozinha:

You’ve got mail – Detalhes da decoração

Encontramos um abajour (ou vários) na cozinha! Abajour é a coisa mais linda do mundo, depois das minhas filhas.

You’ve got mail – Detalhes da decoração

O excesso de livros e a escrivaninha (talvez até meio bagunçada) são elementos de aconchego. Tá faltando uma lareira nesse AP!

You’ve got mail – Sala de Estar

O quarto, com vários jogos de cama diferentes:

Em suma é isso. O apartamento da cidade da Meg Ryan em You´ve got mail é uma casa romântica de campo no meio da cidade e eu QUERO!

Quando estiverem sorteando esse ap, pode me chamar!

Cuidem-se

Shell

Maratona de filmes leves

Enquanto eu e a minha mãe esperávamos sentadas por uma vacina, uma cura ou um desaparecimento milagroso do COVID19, a gente resolveu ver um filme da Disney que tivesse o poder de fazer as pessoas se sentirem bem.

Mentira, foram 6 filmes.

São filmes que a gente pode assistir com as crianças na sala sem medo (coisa rara) e que, dependendo da idade, elas vão até querer assistir junto!

Aqui, a lista que a gente escolheu:

Assistir uma quantidade considerável de filmes na corrida deveria ser uma profissão, porque eu sou excelente nisso! Aqui, a minha visualização da felicidade plena… (Cena de sleepless in Seattle)

Fiquei muito feliz quando a Disney resolveu lançar a Série dos “Mighty Ducks”! Eu estou amando, principalmente porque é com a Lorelai Gilmore ❤️!

Percam tempo com TODOS esses filmes!

Cuidem-se,

Shell

My so-called life

clairedanesjaredleto

Título: My so-called life ( Minha vida de cão)

Onde assistir: Disney + (Se incluir Starz) , Youtube (Pago)

My so-called life (Minha vida de cão) é a minha série preferida e ponto. Por mais que eu ame Gilmore Girls e Everwood e tantas outras, nunca uma série vai ter o impacto que ela tem na minha cabeça. Eu gosto do figurino, eu gosto da maneira como é escrita e do jeito como, mesmo depois de 20 anos, eu ainda preciso assistir essa série repetidamente porque tudo é muito intenso nela. Ela também é uma série pioneira no movimento LGBT por ter a audácia – na época – de trazer personagens adolescentes abertamente gays. Junho é o mês do orgulho gay e nada melhor do que a minha séries preferida pra homenagear uma das pessoas mais lindas do universo que é o Wilson Cruz!

Vamos visitar esse cenário…

O interior da casa de My so-called life

Relato de uma arquiteta apaixonada pela série

A combinação de cores é a mesma da casa da minha mãe – onde eu escolhi quase tudo. E o engraçado é que eu não tinha percebido isso antes de começar a fazer capturas da série. Eu acho que é algo inconsciente ou uma tendência muito forte dos anos 90 de combinar madeira com vermelho e tapetes clássicos.

Screen Shot 2018-06-07 at 11.20.57 PM.png
Screen Shot 2018-06-07 at 11.24.38 PM.png
Screen Shot 2018-06-07 at 11.03.34 PM.png
Screen Shot 2018-06-07 at 11.20.36 PM.png

Porém, mesmo que a madeira seja predominante, ela não é monocromática, o que é outra coisa que eu gosto muito nessa casa porque é um SACO ficar preso a uma cor. Usar uma cor só é algo monótono, deprimente e entediante. É esse cinza sobre cinza que a gente vê em “Property Brothers” o dia inteiro e em todas as revistas.

A grande novidade aqui é que eu não caminho com a tendência (choquem!). As cores aqui são quentes e dão espaço mesmo assim pra esquadrias brancas e alguns outros elementos também:

Capture3.PNG

Agora, só porque uma peça é de uma cor, não significa que a casa INTEIRA tem que seguir essa paleta. Outro quarto, outro tema, outra pessoa, outra vibe! Adoro a maneira como a cozinha não faz referência alguma à sala. Seja livre pra ser cozinha, cozinha…. e seja livre pra ser quarto da Patty, quarto da Patty!

Screen Shot 2018-06-07 at 9.14.52 PM.png
Screen Shot 2018-06-07 at 9.15.30 PM.png
Screen Shot 2018-06-07 at 10.58.34 PM.png

E só pra melhorar algo que já era bom, o quarto da Angela tem paredes azuis com detalhe no topo com papel de parede florido azul. É como se alguém pegasse todos os meus elementos preferidos, juntasse-os E colocasse eles na minha série preferida! E olha que eu nem comecei a falar do Jordan Catalano ainda!  Apesar da gente falar em vermelhos, madeiras e cores quentes, o azul também está aqui e não de uma maneira que cause depressão (eu expliquei no post anterior – eu acho – que ambientes demasiadamente azuis podem causar ou piorar depressão)

Screen Shot 2018-06-07 at 11.08.35 PM.png

Agora, a minha peça preferida: O escritório. (Spoiler, o escritório vai ser a minha peça preferida de todas as casas)

Ele é o meu preferido simplesmente por ser um amontoado de coisas dos anos 90! Cheio de detalhes de informação e aconchegante. Tem até um piano! Adoro esse escritório. Quero. Obrigada.

Capture10
Capture11

Exterior da casa e planta baixa

Foto do exterior da casa – que eu não tirei – e planta baixa desenhada por mim.

Passeando pelo set, eu descobri algumas coisas:

A primeira foi que o set não encaixava na casa usada para as cenas de exterior. O que foi extremamente decepcionante. O site iamnotastalker.com nos dá uma foto da casa.

  • O endereço é: 1110 Glendon Way in South Pasadena, CA
IMG_3282.jpg

A outra coisa que eu descobri foi que o set muda algumas vezes. O set do episódio piloto não tem muito a ver com o restante da série, principalmente o segundo andar. E na segunda metade da temporada, a mobília muda.

Agora, imaginem vocês a minha emoção quando eu postei a planta baixa que eu criei dessa casa no twitter e o RICKY veio falar comigo e me agradecer por ter desenhado?

Fiquei muito, muito, muito feliz! O Ricky é um dos meus preferidos e agora nós somos BFFS na vida real, tipo ele e a Angela (mentira)! hahaha

Antes de ir embora, eu queria mostrar uma outra coisa muito legal que só aparece uma vez na série.

O quarto do Brian

Colagem do quarto de Brian Krakow em My so-called life

Pois é, eu me prestei pra fazer uma colagem… provavelmente estava com tempo!

Fan fiction e podcast

Minha fan fiction e podcast dos outros

Depois de tanto ser fã da série por mais de 20 anos, eu resolvi criar uma fan-fiction que conta como seria a vida dos personagens hoje em dia. Ela fica no domínio angela-chase.com . Eu realmente devo ter muito tempo na vida.

Fora isso, tem também um podcast novo que o pessoal comenta episódio por episódio da série que eu tô adorando e é o my so called podcast .

Eu avisei que eu gostava MUITO da série…

MySoCalledLife-ABC

Cuidem-se

shell

Amizade Colorida

Planta baixa do apartamento da Jamie em Amizade Colorida.

Amizade colorida é uma comédia romântica com a Mila Kunis e o Justin Timberlake com uma história e um final tão previsíveis que basicamente a gente só precisa ler o título pra saber o que acontece MAS uma coisa eu não previ: O fato de que o apartamento da Jamie (Mila) seria assim tão lindo!

Honestamente, o filme mal e mal vale a perda de tempo… conhecer o apartamento é muito melhor!

Eu gostei tanto que até rabisquei uma planta!

Começando pelo começo… na sala, ela tem esse sofá azul que parece ser muito quentinho – talvez até quentinho demais pro verão. na vida real, eu escolho sofás que possam ser limpos ou que possam trocar de forro, mas isso aqui não é realidade!

Aqui, o resto da sala. Com uma TV na frente da lareira. Avisei que não era realidade, né? Era só ter colocado a TV na parede aonde estão os quadros, mas, por algum motivo, o pessoal do cenário decidiu assim…

Aparentemente, a TV fica em um móvel com rodinhas…

Viu? Eu falei que era um amor o apartamento!

Uma das minhas partes preferidas são as múltiplas escrivaninhas pra uma pessoa só! Concordo 100%!! Parece que a Jamie não lê muito nem usa o computador apesar das escrivanihas…

Então, aqui vocês têm uma vista para o quarto, de dentro do pátio. Eu tenho certeza que ninguém se importa mas eu ADORO uma cama fofa!

Essa última foto mostra a porta dos dois closets abertas no quarto. Tudo nesse apartamento é aconchegante… até a bagunça!

Então, eu não sei se eu recomendo ou não o filme, porque na verdade eu assito tudo que eu vejo pela frente, mas eu recomendo o apartamento! Cuidem, quem tem criança, que tem umas ceninhas que geram perguntas que eu não sei responder – dependendo da idade da criança! hahaha

Vocês viram?

Cuidem-se!

Seth Rogen “Yearbook”

Esse vai ser um post curto. É só pra dizer que eu fico muito feliz quando eu ouço o Seth Rogen! Ele lançou o primeiro livro, “Yearbook” faz algumas semanas e eu tô triste que o livro pode acabar. Então, eu fico enrolando os capítulos pra ele durar bastante!

Quem me conhece sabe que, mesmo vivendo em um lugar onde a maconha é legal e liberada, eu não sou adepta. Mas isso não invalida o quanto eu gosto do Seth e de “Pinapple Express”! A maneira como ele se refere ao vício como maneira de lidar com a realidade me parte o coração. Eu espero que ele seja tão feliz quanto aparenta ser, porque ele é realmente MUITO divertido!

Ah, uma coisa importante! A experiência de OUVIR ele narrando o livro é muito melhor que apenas ler! Então, povo, aprendam inglês que vale a pena pra coisas importantes na vida, tipo essa!

Cuidem-se!

Shell

I am not ok with this

“I am not OK with this” é dos mesmos criadores de “Stranger Things”. Isso significa que… coisas estranhas obviamente estão para acontecer e que eu não pude assistir essa série com as crianças na sala…

Eu adorei a personalidade da Syd, a personagem principal, interpretada pela Sophia Lillis – uma criancinha linda de 18 aninhos! Eu sei que eu assisti “Para todos os garotos que amei” *algumas* vezes, mas a personalidade menininha-e-alegre-demais da Lara Jane não condiz com a realidade das pessoas com as quais eu consigo conviver em harmonia no mundo real. Ou talvez sim, né, Jojô?

Eu não vou contar a historia da série. Para isso, eu confio em pessoas como a Claicy. ( https://saidaminhalente.com/i-am-not-okay-with-this-uma-serie/ ). Mas eu PRECISO falar sobre essa direção de fotografia!

iamnotokwiththis0

Enquanto eu assistir a série, eu sentia um desespero por pausar o vídeo em várias cenas e depois fazer alguma coisa extrema, tipo cobrir as paredes do meu quarto com elas…

O que acontece dentro do meu cérebro quando eu vejo essas cenas, é uma grande sensação de conforto – semelhante a estar perto de uma lareira com uma xícara de café na mão no inverno do Rio Grande do Sul…- e isso acontece provavelmente por causa do aumento dos tons de vermelho nas cenas. Os tons de terra deixam a cena quente. (É bem o contrário do filtro de “Twilight”, onde os vampiros são seres frios e eles querem nos passar essa ideia.)

Outra coisa que me perturba é um certo bullying que acontece em relação à Syd, dando a entender que ela é feia! Com o fenômeno das Kardashians pelo mundo, parece que todo mundo tem obrigação de seguir o padrão de beleza delas (assim como foi com a Marilyn Monroe lá em 1950) e isso me sobe o sangue…

iamnotokwiththis

Eu pesquisei no google e parece que a série se passa no futuro. Eu acho que vamos ter mais respostas na próxima temporada porque eu vejo referências dos anos 80 por toda parte.

De repente é tipo Riverdale que está absolutamente perdida no espaço e tempo!

Assistam porque eu gostei (hahaha)!

Sweet magnolias

A série mais aguinha-com-açúcar que você vai (ou não) assistir esse ano.

Sweet Magnolias – Sala de Estar

Considerando que o mundo está um caos, eu confesso que eu até gosto de deixar “Sweet Magnolias” rodando ao fundo enquanto eu trabalho.

É uma série bonitinha E CRUEL.

Três amigas de uma cidade pequena dos USA (a cidade é linda e as casas são lindas!!!), passam por problemas opcionais e tolos do tipo: “A fulana fez uma festa no mesmo dia da minha festa, buá, buá”…

A parte cruel é a realidade que ela mostra. Uma sociedade completamente fechada e de mente fechada. A coitada da personagem da irmã da Britney Spears tenta de todas as formas se aproximar da personagem principal. Ela não é uma pessoa ruim! E a cidade inteira resolve que ela não merece uma chance.

A série retrata exatamente isso. O lema é: “Nos envolvemos com a nossa pequena comunidade do nosso pequeno bairro e QUASE NINGUÉM é bem-vindo”. Há exceções, claro! Mas eu senti a crueldade dessas senhoras!

Claro que eu me apego e eu PRECISO terminar de ver algo que eu começo, e lá no final do último capítulo eles deixam um gancho – fraco, nada comparado a “Dead to me” – mas eu preciso assistir a segunda temporada! Ainda sem previsão!

Eu fui buscar o livro da série quando aquele gancho me pegou de surpresa, e descobri que era, na verdade, uma série de livros e que o meu gancho não necessariamente estaria em algum deles e pode ter sido criado só para a TV.

A autora recomenda que a gente comece por “Welcome to Serenity” e os livros que contam as histórias das 3 personagens principais são separados.

Normalmente, eu me atiraria no livro, mas dessa vez, meu interesse pela série foi apenas visual (sou fútil). Deixei os livros pra lá…

Como eu disse, a série é realmente bonitinha, e eu me vendo por coisas bonitinhas. A começar pela decoração e a arquitetura que ela mostra.

O SPA

Tem até reforma! E eu fiquei louca pra ver o resultado final… achei meio nada a ver, mas não ficou de todo ruim. A adaptação da casa histórica não permitia grandes mudanças, mas eu acho que eles poderiam ter se esforçado mais (a chata)!

A casa da Maddie

A casa da Maddie é muito bonita e cheia de coisas que eu quero colocar no meu vision board

Eu falo é dessa mesa de jantar mesmo!

E da maneira como as paredes estão preenchidas por quadros e enfeites…

Até a cozinha está arrumada, mas não demais. O que é bom e condiz com a realidade de quem tem filhos pequenos!

Falando em filhos pequenos, preciso ir ensinar as minhas a fazer conta de menos…

Não sei se vale a perda de tempo, mas se vocês assistirem, me contem!

Beijos,

Shell

Maratonei “Dare me”

É óbvio que eu vi mais-uma-série-adolescente e eu cliquei “Play” automaticamente…

“Dare me” foi uma surpresa maravilhosa, considerando que eu não li absolutamente nada sobre a série antes de começar a ver.

Primeiro, a fotografia é impecável! Só pelas fotos da promoção da série a gente já tem uma ideia do que estava por vir em termos de direção de arte (alguém mais se importa?).

dare me

Como se o filtro que eles usaram não fosse perfeito o suficiente pra me convencer a assistir essas gurias, a história superou as minhas expectativas.

dare me 3

Tem todo um clima de “The Stranger” misturado com “You” no ar.  É uma série de suspense e drama, que se passa no colégio, mas que de adolescente não tem nada – ou EU não tenho nada de adulto.

dare me 7

Definitivamente, não é para os fãs da Lara Jean. (mentira, vocês sabem que eu assisto a Lara Jean repetidamente!)

DareMe_2200X1238_3b1

Em uma escola de uma cidade do interior, a treinadora Collete ( Willa Fitzgerald ) assume o time das líderes de torcida, com a intenção de levar as meninas para a competição regional.

Lá, ela encontra a capitã Beth (Marlo kelly), que não gosta de ideia de obedecer uma velha – de 28 anos, hahahaha – e fica particularmente irritada com a atenção que a sua melhor amiga Abby ( Herizen Guardiola)  dá e recebe atenção da treinadora.

dare me 8
dare me 6

Em algum momento, como a capa do livro diz as coisas vão longe demais. E foi aí que eu não aguentei esperar pela segunda temporada e mergulhei nas páginas da Megan Abbot! Justo eu, que não leio ficção…

dare me book

A versão do Audiobook que eu comprei veio com efeitos sonoros (música de fundo). Foi a primeira vez que eu vi, e eu recomendo!

É um suspense tão bem feito que, mesmo sabendo o final, eu tenho vontade de assistir tudo de novo pra prestar atenção nos detalhes!

Parece que a NETFLIX já confirmou a segunda temporada, mas como o mundo tá de cabeça pra baixo, ainda não sei se tem data…

Vale a pena perder tempo pra ver essa série!

dare me 5

Assistam e vamos conversar!

Beijo pra Jojô, Aninha e Fer!

“Dare me” está disponível na Netflix.